PATRÃOZADA: CARAS DE PAU E MENTIROSOS

June 9, 2016

 

 

Em função do que está sendo veiculado pelo SINDICARGAS – SINDICATO PATRONAL DAS EMPRESAS DE CARGAS - em sua página oficial na Internet, nosso sindicato não pode se calar e deixar de repudiar veementemente as mentiras deslavadas ali divulgadas.

 

            Na página se hospeda o “blog” - http://blogdotransportador.blogspot.com.br/2016/06/assinada-convencao-com-os.html#more, um “ventríloquo patronal” para atacar os(as) trabalhadores(as) e seus(suas) representantes.

 

            Dessa vez, falando sobre as negociações em andamento, o  “ventríloquo patronal” afirmou falsamente as seguintes questões, as quais esclarecemos uma a uma:

 

            MENTIRA 01 -  “... o sindicato patronal informa que as negociações estão andando com muita lentidão, o que está impedindo as empresas, inclusive, de oferecer aos trabalhadores antecipação de reajuste salarial”   .....  “... sugerimos às empresas que peçam aos seus trabalhadores um pouco mais de paciência, prometendo que, se o sindicato laboral não se manifestar contrário, as empresas poderão começar a pagar adiantamento de reajuste salarial...”

 

            VERDADE 01 – Essas duas frases estão, publicadas na página oficial do sindicato patronal na internet. E tratam-se de uma grande mentira, um verdadeiro desrespeito aos(as) trabalhadores(as) das empresas de transporte de cargas e a todos(as) os(as) demais que representamos.

 

            A todos(as) os(as) companheiros(as) de nossa categoria profissional, bem como a toda comunidade em geral, esclarecemos que essas afirmações mentirosas NÃO TEM NENHUM FUNDAMENTO EM LEI, nem em nenhuma outra norma de direito.

 

            Os patrões PODEM CONCEDER AUMENTOS DE SALÁRIOS SEMPRE QUE BEM QUISEREM, mesmo fora do período de negociações. Não há nenhum impedimento para este procedimento e nenhuma necessidade de qualquer manifestação de nosso sindicato a respeito do assunto.

 

            São proibidos apenas de pagar pisos salariais menores do que os estipulados na Convenção coletiva, mas podem pagar valores maiores e aumentar os valores livremente.

 

            E se não bastasse isso, a ÚNICA NORMA SOBRE AUMENTO SALARIAL que realmente existe, á que está prevista na Convenção Coletiva assinada pelo Presidente do sindicato patronal, dizendo o seguinte:

 

Cláusula 3ª, Parágrafo 3º - As empresas poderão compensar reajustes e/ou aumentos salariais concedidos após o dia 1º de maio de 2015, complementando-os, nos casos de índice menor que o aqui previsto, porém, sendo vedado qualquer desconto, e/ou compensação, caso o índice antecipado tenha sido maior que o aqui pactuado”;

           

            Ou seja, a Convenção Coletiva de Trabalho que o sindicato patronal assinou com o nosso, já PREVÊ A POSSIBILIDADE DE AUMENTAREM O SALÁRIO SEMPRE QUE QUISEREM, podendo compensar essas concessões no momento da negociação salarial.

 

            Portanto, caros(as) trabalhadores(as) do transporte de cargas e público em geral da região Metropolitana de Florianópolis, NÃO SE DEIXEM ENGANAR POR ESSAS MENTIRAS, os patrões podem aumentar os salários a hora que bem entenderem, sem necessidade de nosso sindicato se posicionar. Eles apenas estão mentindo para NÃO CONCEDER AUMENTO E CULPAR O NOSSO SINDICATO por isso.

 

            MENTIRA 02 – “... Procedimentos a serem adotados com relação à Convenção Coletiva com o laboral SINTRACARGAS, que não fez mais nenhum contato para continuidade das negociações, que, assim, estão paradas”. 

 

            Essa frase é o segundo ponto da Pauta da Assembleia das empresas, convocada pelo sindicato patronal para o dia 1º de Junho. Vejam que mentem até pra eles mesmos, porque colocam essa leviandade num Edital Oficial de convocação de setor patronal de cargas da Região de Florianópolis.

 

            Mais uma vez esclarecendo a verdade para nossa categoria representada e a toda nossa comunidade, a Diretoria do SINTRACARGAS esclarece que entregou o sindicato patronal a Pauta de Reivindicações da categoria há 60 dias atrás. E o sindicato patronal NÃO MARCOU NENHUMA REUNIÃO de negociação.

 

Há poucos dias atrás, um funcionário do sindicato patronal entregou em nosso sindicato um documento como sendo “a proposta dos patrões” para negociarmos.

 

Ao analisarmos o documento, percebemos que os patrões sequer leram e responderam as nossas reivindicações, pois apresentaram uma resposta com meia dúzia de pontos a serem tratados e sequer oferecendo-se a repor a inflação do ano em nossos salários.

 

Diante deste desrespeito, NÓS DA REPRESENTAÇÃO DOS TRABALHADORES é que procuramos pelo sindicato dos patrões e cobramos uma posição sobre as reuniões de negociação. Com isso foi realizada a ÚNICA REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO na última sexta-feira, dia 03 de Junho (foto baixo).

 Dissemos aos(as) representantes patronais que não aceitaremos NENHUMA DIMINUIÇÃO DAS CONDIÇÕES de trabalho, direitos e deveres estabelecidos na Convenção Coletiva de Trabalho. Também externamos nossa indignação com o desrespeitoso tratamento que haviam dispensado a nossa Pauta de Reivindicações, que sequer responderam.

 

            Em função disso, o Presidente do sindicato patronal, senhor Ruy Hermes Gobbi, propôs que fosse concedido um prazo para que ELE CONVOCASSE NOVA ASSEMBLÉIA PATRONAL, onde ele encaminharia o debate sobre nossas reivindicações e, posteriormente, responderia a cada cláusula de nosso documento reivindicatório.

           

             Com estas informações, entendemos como resposta a verdade dos fatos sobre os procedimentos de negociação entre o nosso sindicato e o sindicato dos patrões, colocando por terra as mentiras e acusações levianas.

 

Além disso, deixa clara a estratégia de nossos exploradores e seus asseclas, no sentido de sempre criar confusão de informação, tentando jogar os(as) trabalhadores(as) contra o SINTRACARGAS, que é o NOSSO SINDICATO, nosso instrumento de luta contra a ganância patronal, sempre buscando confundir e nos dividir, enfraquecendo nossa luta.

 

Por fim! Não se deixe enganar pelo discurso de crise.

 

Primeiro porque o Brasil vive uma situação de dificuldades sim, mas não uma CRISE PROFUNDA como os patrões falam para nos negar os mínimos direitos. Crise que eles também fomentaram para derrubar o governo. Só que agora perderam completamente o controle da situação e querem que a GENTE PAGUE PELA CRISE DELES ....

 

Em segundo lugar, Santa Catarina é um Estado com uma economia muito diversificada e forte. Assim, quando tem crise num setor, tem crescimento de outro setor. Esse movimento de nossa economia regional, equilibra muito mais as coisas em nossa região.

 

Ao final de tudo, fica ainda mais claro que somente com a categoria se filiando ao sindicato, acreditando nesse novo momento e nessa nova Direção da entidade, que SOMENTE FORTALECENDO O SINDICATO, será possível enfrentar esses exploradores e gananciosos empresários do transporte da carga e melhorar nossa vida.

 

SINTRACARGAS: AGORA UM SINDICATO DE LUTAS

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

NOTA CONJUNTA - REAJUSTE SALARIAL DE TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTE DE CARGAS

May 29, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 21, 2019

July 25, 2018

December 24, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 SINTRACARGAS Criado por MFProdução Gráfica e NUCABU